O Verso Em Que Peco
Mísia

Maria João Damaso – Fernando Freitas
Encontrei-me perdida / No céu da noite escura / Aonde te inventei / Nas estrelas que não vi / A noite adormecida /
Entornava ternura / No meu corpo sem lei / Nos braços sem ti / Enlaçou-me num afago / A sua imensidão / De silêncio
maior / Que a nudez dos mortais / Como este que em mim trago / Feito de solidão / Onde sobeja a dor / Por te não
saber mais / Gritei então o teu nome / Rompendo com o meu grito / O vácuo espelhado / Nas águas em quietude / O
som desenterou-me / O meu amor aflito / Há muito sufocado / Cantou em voz mais rude / Amor vem libertar-me /
Nesta noite sem eco / Onde estou a sós / Com ela e com meu fado / Antes de amortalhar-me / Traz o verso em que
peco / Na tua doce voz / Que abençoa o pecado.

Published in: on June 11, 2010 at 11:45 am  Leave a Comment  

The URI to TrackBack this entry is: https://waluiv.wordpress.com/2010/06/11/22/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: