Maria Alcina-Confesso

Confesso

Maria Alcina

J.Galhardo/Frederico Valério

Confesso que te amei, confesso
Não coro de o dizer, não coro
Pareço outra mulher, pareço
Mas lá chorar por ti, não choro

Fugir do amor tem seu preço
E a noite em claro atravesso
Longe do meu travesseiro
Começo a ver que não esqueço

Mas lá perdão não te peço
Sem que me peças primeiro

De rastos a teus pés
Perdida te adorei
Até que me encontrei, perdida

Agora já não és
Na vida o meu senhor
Mas foste o meu amor, na vida
Não penses mais em mim, não penses
Não estou nem p’ra te ouvir por carta

Convences as mulheres, convences
Estou farta de o saber, estou farta
Não escrevas mais nem me incenses
Quero que tu me diferences
Dessas que a vida te deu
A mim já não me pertences
Mas lá vencer-me não vences
Porque vencida estou eu

De rastos a teus pés
Perdida te adorei
Até que me encontrei, perdida
Agora já não és
Na vida o meu senhor
Mas foste o meu amor, na vida.

Published in: on May 12, 2011 at 6:08 pm  Leave a Comment  

The URI to TrackBack this entry is: https://waluiv.wordpress.com/2011/05/12/maria-alcina-confesso/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: